Cirurgia de Catarata

Sobre a cirurgia de catarata

A catarata é a pacificação da nossa lente natural chamada cristalino, que é transparente quando nascemos e vai perdendo essa transparência ao envelhecermos, podendo ficar completamente opaca e dura se não tratada, e tirar praticamente toda a visão.

A cirurgia é feita com uma abertura na córnea de aproximadamente 2,5mm e é através dela que a catarata é extraída através da Facoemulsificação. e uma lente artificial é colocada no lugar.

Hoje dispomos de um laser para fazer 3 passos dessa cirurgia (incisão, capsulorrexis e a quebra do núcleo). Porem, nem sempre o laser esta bem indicado para todos os pacientes e somente seu oftalmologista será capaz de indica-lo ou não. A catarata ainda é a maior causa de cegueira evitável no Brasil e em outros países em desenvolvimento.

A cirurgia de catarata evoluiu muito nas ultimas décadas e se tornou uma cirurgia minuciosa, precisa e que envolve alta tecnologia e, por esses motivos, teve seus riscos de complicações drasticamente reduzidos e seus resultados visuais cada vez melhores. Devido a esse risco reduzido, em prol do beneficio que ela traz, não tem se esperado a catarata se tornar “madura demais” para se indicar a cirurgia. Hoje se indica a cirurgia quando o beneficio desse procedimento supera os riscos, o que pressupõe a presença da catarata, mesmo que leve, mas que já esteja interferindo na visão (perda de contraste, perda de linhas de visão). Muitas vezes esse processo de “amadurecimento” da catarata é tão lento (pode levar anos), que o paciente não percebe o quanto isso reduziu sua visão, pois vai se “acostumando”, e somente ao fazer seu exame oftalmológico, descobrira essa perda.

Em relação a troca dessa lente natural pela artificial, hoje temos disponíveis uma gama de lentes extremamente sofisticadas, que podem dar ao paciente a melhor visão possível e ate mesmo independência dos óculos, se assim o desejar, combinando o procedimento da catarata com a correção de grau.